Cristãos são atacados com pedras durante batismo na China

  • 22/09/2022
Cristãos são atacados com pedras durante batismo na China
Cristãos são atacados com pedras durante batismo na China (Foto: Reprodução)

Na China, durante o festival do meio do outono, membros da Igreja Evangelho da Colheita da Trindade, em Shenzhen, estavam realizando alguns batismos, na beira da praia, quando foram atacados com pedras. 

Os agressores também ameaçaram os cristãos. Mesmo assim, Wu Lixin e o pastor Mao Zhibin batizaram quatro cristãos, ignorando as cenas de perseguição .    

O batismo estava planejado para acontecer no dia 3 de setembro, no entanto, foi adiado por conta das restrições por Covid-19. A liderança da Igreja decidiu realizar os batismos em 10 de setembro, aproveitando a ocasião do festival. 

(Foto: Reprodução)
Cristãos da Igreja Evangelho da Colheita da Trindade.  (Foto: fonte ChinaAid)

Tentando manter o sigilo

Essa não é a primeira vez que a Igreja é atacada. As autoridades chinesas já assediaram os cristãos em outros batismos, no ano passado, conforme a China Aid — organização que luta contra a perseguição aos cristãos e tenta preservar a liberdade religiosa no país. 

“Desta vez, a liderança tentou manter o evento em segredo. Não houve nenhum tipo de comunicação nas redes sociais e tudo foi organizado sob o mais absoluto sigilo”, explicou o repórter do China Aid, Yu Bing.  

Os participantes contam que chegaram na praia logo pela manhã, onde todos foram obrigados a digitalizar seus códigos de saúde — exigência das autoridades por conta das restrições da pandemia. 

Proibidos até de tirar fotos

Ao digitar os códigos, consequentemente, o governo tomou conhecimento da localização dos cristãos. Os cristãos ficaram na praia, se banhando e se divertindo, conversando uns com os outros até o meio dia. 

Algumas pessoas que conheciam o pastor Mao Zhibin se aproximavam para avisá-lo que não deveria realizar nenhum tipo de atividade religiosa ali. Porém, ele não deu muita atenção. 

Depois que todos chegaram, o pastor reuniu os cristãos para uma foto em grupo. De repente, mais de 20 pessoas apareceram. Eles não estavam uniformizados, nem mostraram suas identificações, mas eles tentaram impedir que as fotos fossem tiradas. 

Atacados com pedras

Logo depois do incidente na hora de registrar o momento, Mao Zhibin e Wu Lixin entraram na água para batizar os crentes. Mais de 10 pessoas começaram a atirar pedras neles. 

Os relatos indicam que os agressores foram instruídos por um supervisor na praia. Incontáveis ​​pedras caíram ao redor do pastor Mao e Wu. Os cristãos gravaram vídeos do ocorrido e depois disseram que, felizmente, ninguém ficou ferido.

Houve até alguns agressores que tentaram bloquear as câmeras de vídeo com as mãos, como pode ser visto na foto abaixo.

(Foto: Reprodução)
Mão de um dos agressores tentando impedir o registro. (Foto: China Aid)

“Profundamente comovido”

Após o batismo, os membros da igreja foram a um restaurante para comemorar e, mesmo nesse momento, perceberam que a “misteriosa multidão” continuava os monitorando.

Mao Zhibin postou em sua página no Facebook: “Hoje é o festival do meio do outono de 2022. Nossa Igreja batizou os crentes na praia, mas fomos atacados por pedras. Graças à proteção de Deus, pudemos batizar dois irmãos e duas irmãs”, escreveu.

 

“Estou profundamente comovido que os quatro foram tão corajosos. Apesar de enfrentarem ameaças e pedras, eles concluíram o batismo com fé. Isso me lembrou das palavras de Jesus: Aquele que me reconhecer diante dos outros, eu também o reconhecerei diante de meu Pai que está nos céus [Mt 10.32)”, continuou.

“Uma das irmãs me disse, logo após o batismo: “Esta é uma experiência inesquecível. Sinto que estou diferente agora. Já não temo muitas das coisas que costumava temer”, compartilhou ao concluir.

O China Aid esclareceu que a Igreja Evangelho da Colheita da Trindade foi estabelecida há pouco mais de cinco anos e que tem um trabalho voltado para a justiça social.

A organização disse ainda que o pastor Mao Zhibin e Élder Shen Ling juntaram-se a mais de 400 outros ministros para apoiar e assinar a “Declaração para o Bem da Fé Cristã” do Pastor Wang Yi. A igreja atraiu muitos membros, tornando-se agora um grande alvo de perseguição.  

(Foto: Reprodução)
Momento em que os agressores atacam. (Foto: China Aid)

FONTE: http://guiame.com.br/gospel/mundo-cristao/cristaos-sao-atacados-com-pedras-durante-batismo-na-china.html


#Compartilhe

Aplicativos


Locutor no Ar

Peça Sua Música

No momento todos os nossos apresentadores estão offline, tente novamente mais tarde, obrigado!

Top 10

top1
1. Senhor Antônimo

Aline Barros

top2
2. O bom Samaritano

Anderson Freiri

top3
3. Profetizo

Regis Danese

top4
4. Fica Tranquilo

Antonia Gomes

top5
5. Um novo Vencedor

Damares

top6
6. Deus e eu

Leandro Borges

top7
7. Penielr

Fernanda Brum

top8
8. Até aqui eu cheguei

Voz da Verdade

top9
9.

Midian Lima

top10
10. Deus é Deus

Delino Marçal


Anunciantes